O financiamento para estrangeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Normalmente a documentação é bem parecida com a que os bancos brasileiros exigem para um empréstimo bancário. As taxas de juros são determinadas pelo banco central americano e não podem ser previstas e garantidas por nenhum profissional. Elas variam entre 4.75% e 5.75%, para juros fixos por 5 anos (5 year ARM) e reavaliados após 5 anos, amortizado em 30 anos; ou até 6.25%, fixo por 30 anos.

 

Um consultor de mortgage (hipoteca) poderá auxiliar o comprador nesse processo, o que facilita muito toda a transação. Esse consultor cobrará do comprador da casa pelo seus serviços, mas vale muito a pena utilizar um profissional que saiba lidar com a burocracia dos bancos americanos. Isso não e obrigatório, mas extremamente indicado.

 

 

 

Documentos necessários

Cada banco aplica um critério diferente de avaliação, sendo assim, os documentos necessários poderão variar em função do banco escolhido.

 

Esteja preparado para apresentar os seguintes documentos:

1 - Formulário de cadastro preenchido

2 - Cópia do passaporte, página dos dados e do visto

3 - Balanço financeiro pessoal (Receita e Despesas) e uma carta simples listando seus bens

4. Duas cartas de referência (cartas de idoneidade) de cartões de crédito ou de financiamentos de veículos que especifique a data do empréstimo e saldo atual.

5. Dois meses de extratos bancários (conta pessoal) que mostre o valor disponível para o pagamento da entrada. Este valor deverá estar disponível por, no mínimo 60 dias, na mesma conta bancária (pessoa física).

6. Extrato da conta corrente que mostre a retirada para o pagamento do depósito da compra.

7. Declaração de imposto de renda dos dois últimos anos. (IR completo)

8. Relatório de crédito do seu país (via SERASA). Este relatório será solicitado pelo banco financeiro.

9. Comprovação de renda:

 

       Como dono da empresa: Carta do contador certificando o nome da empresa, porcentagem das ações que possui na empresa, tipo de negócio, tempo que possui a empresa (mínimo dois anos de operação). A carta deve incluir o valor total de salários e dividendos recebidos nos últimos dois anos fiscais, até a presente data.

Balancete analítico da empresa dos últimos dois anos fiscais, até a presente data e a cópia da licença do contador - CRC

    Como empregado: Carta do empregador, em papel timbrado da empresa e assinada pelo representante da empresa, certificando o cargo ocupado, tipo de trabalho, data de inicio, salário atual, e total de salários recebidos nos últimos dois anos fiscais e até a presente data, além dos últimos dois comprovantes de pagamento (contra-cheque, holerite) ou comprovante de depósito automático direto em sua conta.

       

Em ambos os casos, os salários recebidos deverão aparecer nos extratos bancários fornecidos.

O número de telefone e endereço de email para verificação de emprego, poderão ser solicitados.

 

 

 

 

Processo de fechamento (assinatura da compra) e abertura de conta. 

Normalmente os bancos que financiam para estrangeiros exigem que o cliente abra uma conta em uma de suas agências, para que a hipoteca seja debitada automaticamente desta conta.

O comprador deverá abrir esta conta pessoalmente, comparecendo à agência com o passaporte e uma segunda forma de identificação (pode ser o RG brasileiro) e uma quantia pequena em dinheiro para poder abrir a conta (de $25 a $100). A abertura da conta poderá ser alguns dias antes da assinatura da escritura.

Depois de tudo aprovado, o banco confirmará o dia do fechamento (data estabelecida pela construtora quando o imóvel é novo ou acordada pelo comprador e vendedor caso seja uma revenda), e enviará os documentos da hipoteca, a serem assinados junto com os documentos de compra. Neste dia o comprador também deverá estar presente, para assinar os papeis. Atualmente, os bancos já não aceitam procuradores para assinatura de financiamento. Os bancos estão se prevenindo contra fraude, sendo necessário que o comprador do imóvel compareça no dia do fechamento. Uma outra opção, seria a assinatura em um consulado americano em outro país.

No caso de compra a vista, não existe a necessidade da presença do comprador no dia do fechamento, uma vez que, para compras a vista, a assinatura do comprador não precisa ser reconhecida. 

Mas quem não quer ser o primeiro a receber as chaves, ao comprar seu imóvel nos Estados Unidos?????

 

É preciso saber que nem todos os imóveis são financiáveis. Hoje poucos bancos financiam apartamentos (conhecidos como condominium), isso porque este tipo de imóvel é considerado uma propriedade de risco. (Solicite mais informações sobre este detalhe, via e-mail).

Sim, estrangeiros podem financiar a compra de imóveis nos Estados Unidos. Normalmente o processo é simples, a aprovação leva em torno de 40 a 60 dias. A colaboração, compreensão e agilidade do cliente/comprador durante o processo, será primordial para que tudo aconteça no tempo previsto.

 

A entrada varia de banco para banco, sendo no mínimo 25% do valor da compra e chegando até 40%. O financiamento tem um prazo de 30 anos e não há penalidade de pagamento antecipando do empréstimo, podendo ser quitado a qualquer momento.